fbpx
loader

Elevação da taxa a 3,5% ao ano faz Safra revisar projeção anterior, que era de 4,5%, para o final deste ano. Entenda o ajuste na previsão

A segunda alta seguida na taxa básica de juros da economia brasileira consumada na quarta-feira, 5, fez o Banco Safra ajustar sua projeção de patamar da Selic para o fim de 2021.

Agora, o banco prevê que o Comitê de Política Econômica (Copom) do Banco Central (BC) deva elevar a Selic a 5,25%.

Na época da elevação do patamar de 2% para 2,75%, que ocorreu em março, o Safra previa a Selic em 4,5% ao final deste ano.

A decisão de quarta-feira era amplamente esperada pelo mercado e antecipada pela comunicação oficial do Banco Central.

Visão do Safra para a Selic
O cenário-base do Safra considera uma velocidade menor na recuperação da economia do que a prevista pelo Banco Central.

Isso inclui um “desempenho ainda hesitante no segundo semestre e persistência da ociosidade no mercado de trabalho”, segundo o Safra.

Saiba mais
Como investir em títulos públicos pelo Banco Safra
Renda fixa: conheça as opções para investir
Baixe o app e abra sua conta no Banco Safra em poucos passos
O banco também entende que “a melhora do saldo comercial poderá gerar uma valorização da taxa de câmbio”, favorecendo assim também as projeções de inflação.

Para as próximas reuniões, o Safra projeta aumento de 0,75 ponto percentual (junho) e, nas duas reuniões seguintes (agosto e setembro), elevação de 0,5 ponto percentual.

Análise do Safra sobre a decisão da Selic
A decisão do Copom foi baseada na recuperação “mais positiva do que esperado” para a economia no início deste ano e de que a inflação de curto prazo continuará pressionada por choques temporários.

A projeção de inflação do Banco Central está em torno de 5,1% em 2021 e 3,4% em 2022.

A meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 3,75% para este ano, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Para 2022, a meta é 3,5%, também com intervalo de 1,5 ponto percentual para mais ou para menos.

Na visão do Safra, a estimativa de inflação abaixo do centro da meta para o próximo ano confirma a percepção do banco de que não há necessidade de normalização integral da taxa de juros nos próximos trimestres.

O que é a Taxa Selic
A taxa básica de juros é usada nas negociações de títulos públicos emitidos pelo Tesouro Nacional no Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic) e serve de referência para as demais taxas da economia.

Ela também é o principal instrumento do Banco Central para manter a inflação sob controle.

O BC atua diariamente por meio de operações de mercado aberto – comprando e vendendo títulos públicos federais – para manter a taxa de juros próxima ao valor definido na reunião.

Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, a finalidade é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

A Visão Investimentos - Agente Autônomo de Investimentos Ltda está devidamente registrada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), na forma da Instrução Normativa nº497/11, e é credenciada junto à Safra Corretora de Valores e Câmbio Ltda., o que pode ser verificado no site da CVM (www.cvm.gov.br) ou no site da ANCORD (http://www.ancord.org.br) ou no site da Safra Corretora - www.safra.com.br/agentesautonomoscredenciados. A marca SAFRA INVEST é de propriedade e objeto de direitos exclusivos de empresas das Organizações Safra, das quais faz parte a Safra Corretora de Valores e Cambio Ltda. O Agente Autônomo é um intermediário e depende de ordem prévia do cliente para realizar operações no mercado financeiro e de capitais. Esta mensagem tem conteúdo meramente informativo. As informações ora prestadas são de caráter geral e exemplificativo, estando sujeitas a alterações, condições adicionais e negociação específica para cada investimento realizado, não se configurando ou devendo ser entendida como oferta pública ou privada, relatório de análise ou consultoria de valores mobiliários tais como definidos na legislação e regulamentação em vigor. As informações expressas neste documento foram obtidas de fontes públicas consideradas seguras, porém não é garantida a sua precisão ou completude, não devendo ser consideradas como tal. Investimentos em títulos e valores mobiliários envolvem riscos. A decisão pelo tipo e perfil de investimento é de responsabilidade exclusiva do cliente, razão pela qual se recomenda fortemente que o investidor faça uma avaliação independente sobre as operações pretendidas, riscos, condições e tributação aplicável. Quaisquer referências e rentabilidades passadas não significam de qualquer forma a garantia ou previsibilidade de rentabilidades futuras. O Grupo Safra não será responsável por perdas diretas, indiretas ou lucros cessantes decorrentes da utilização deste material para quaisquer finalidades. A presente publicação e todos seus elementos literais e gráficos constituem uma obra autoral protegida, estando os diretos sobre a mesma reservados.