fbpx
loader

A importância dos investimentos internacionais 

Diversificação no exterior permite acessar setores e empresas pouco representativos no Brasil e descorrelacionar riscos 

 Grandes crises costumam trazer, também, aprendizados importantes aos investidores. Entre as muitas lições que a pandemia continua a nos lembrar, destaca-se a importância em possuir investimentos internacionais na sua carteira.  

Esse é um modo de permanecer exposto a oportunidades e riscos distintos daqueles apresentados pelo mercado brasileiro.  

No mês mais agudo da crise do novo coronavírus, em março de 2020, por exemplo, o Ibovespa, o principal índice de ações da bolsa brasileira, acumulou perdas próximas de 30%, segundo dados da B3. A recuperação veio somente no final do ano. 

No entanto, o investidor que permanecia alocado em produtos de renda variável com exposição internacional sentiu menos os impactos da crise. No mesmo março de 2020, o fundo de investimento Safra Consumo Americano, por exemplo, apresentou queda de apenas 0,10%. 

A forte valorização do dólar frente ao real no mês também serviu para contrabalancear o impacto negativo nos mercados, explicando, em parte, a queda menos acentuada no pior mês da crise. Essa proteção que o câmbio oferece em momentos de crise é uma das características importantes do investimento internacional, mas não é a única.  

Benefícios do investimento internacional 

Uma das dicas ao pensar em uma estratégia de alocação de ativos é buscar a diversificação de riscos. Na linguagem do mercado, é procurar produtos descorrelacionados. 

 Nesse cenário, o investimento internacional amplia as fronteiras das carteiras, possibilitando o acesso a setores da renda variável pouco expressivos no Brasil, como o de tecnologia.  

Quando a pandemia paralisou as atividades em grande parte da economia, por exemplo, este foi um dos segmentos que se sobressaíram, na aposta de que a urgência da digitalização da economia ofereceria um novo impulso às empresas do setor. O setor da tecnologia é, também, o que reúne as empresas mais valiosas do mundo, como Apple, Amazon, Microsoft, Google e Facebook.  

Nasdaq Composite, índice de ações da bolsa com foco em empresas de tecnologia nos Estados Unidos, subiu mais de 40% no último ano, em dólar, conforme dados compilados pela Quantum Axis.  

Além de acessar setores pouco representativos no mercado brasileiro, a diversificação geográfica reduz o risco do noticiário político local, por exemplo. O mercado americano, historicamente, apresenta índices de volatilidade inferiores ao brasileiro.  

Um dos modos de acessar o mercado internacional é por meio dos BDRs, recibos de ações internacionais negociados no Brasil — saiba mais aqui.  

É, também, um modo simplificado de acessar o mercado internacional sem a necessidade de abrir uma conta em uma corretora estrangeira ou realizar os trâmites legais de um investimento internacional.  

Retorno expressivo nos últimos 5 anos 

Um dos modos mais conhecidos de acessar o mercado internacional é por meio dos fundos de investimentos. Além de buscar os melhores papéis para cada momento, os fundos também podem monitorar o comportamento do câmbio, uma vez que influencia no resultado final.  

No Safra, existem dois produtos que se destacam entre os fundos de investimento em BDRs: o Safra Consumo Americano e o Safra BDR Nível 1, com retornos de 217% e 191% no acumulado dos últimos 5 anos.

O S&P 500, principal referência para o mercado americano, avançou 173% no mesmo período, considerando também a variação cambial.  

Na análise dos produtos de investimentos, também é importante observar a volatilidade, no caso dos fundos citados acima, nesta janela de cinco anos eles ofereceram retornos acima da referência do mercado americano com uma volatilidade consideravelmente menor.

Entre em contato agora mesmo com seu assessor da Visão Investimentos ou clique aqui para falar conosco via whatsapp. Abra sua conta para contar com a nossa assessoria que conta com o selo de especialista Safra Invest.

A Visão Investimentos - Agente Autônomo de Investimentos Ltda está devidamente registrada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), na forma da Instrução Normativa nº497/11, e é credenciada junto à Safra Corretora de Valores e Câmbio Ltda., o que pode ser verificado no site da CVM (www.cvm.gov.br) ou no site da ANCORD (http://www.ancord.org.br) ou no site da Safra Corretora - www.safra.com.br/agentesautonomoscredenciados. A marca SAFRA INVEST é de propriedade e objeto de direitos exclusivos de empresas das Organizações Safra, das quais faz parte a Safra Corretora de Valores e Cambio Ltda. O Agente Autônomo é um intermediário e depende de ordem prévia do cliente para realizar operações no mercado financeiro e de capitais. Esta mensagem tem conteúdo meramente informativo. As informações ora prestadas são de caráter geral e exemplificativo, estando sujeitas a alterações, condições adicionais e negociação específica para cada investimento realizado, não se configurando ou devendo ser entendida como oferta pública ou privada, relatório de análise ou consultoria de valores mobiliários tais como definidos na legislação e regulamentação em vigor. As informações expressas neste documento foram obtidas de fontes públicas consideradas seguras, porém não é garantida a sua precisão ou completude, não devendo ser consideradas como tal. Investimentos em títulos e valores mobiliários envolvem riscos. A decisão pelo tipo e perfil de investimento é de responsabilidade exclusiva do cliente, razão pela qual se recomenda fortemente que o investidor faça uma avaliação independente sobre as operações pretendidas, riscos, condições e tributação aplicável. Quaisquer referências e rentabilidades passadas não significam de qualquer forma a garantia ou previsibilidade de rentabilidades futuras. O Grupo Safra não será responsável por perdas diretas, indiretas ou lucros cessantes decorrentes da utilização deste material para quaisquer finalidades. A presente publicação e todos seus elementos literais e gráficos constituem uma obra autoral protegida, estando os diretos sobre a mesma reservados.