fbpx
loader

Cenário macroeconômico desafiador faz banco projetar 121 mil (2021) e 144 mil pontos (2022) para o principal índice de ações da B3

Após incorporar uma nova visão macroeconômica, o Banco Safra divulgou nesta segunda-feira, 4, novas projeções para a pontuação que o Ibovespa deve alcançar em 2021 e 2022. Para ambas, houve redução da estimativa.

Neste ano, o Safra prevê que o principal índice de ações da B3, a bolsa de valores brasileira, feche em 121 mil pontos. Antes, eram previstos 145 mil pontos.

Além disso, o banco enxerga a pontuação do Ibovespa para o ano que vem em 144 mil pontos, ante 162 mil projetados anteriormente.

Abaixo, estão os principais pontos do relatório divulgado pelo Safra.

Cenário desafiador à frente
Em relatório, o Safra explica que as revisões de pontuação para o Ibovespa se justificam pela conjuntura mais desafiadora no futuro.

Isso envolve os âmbitos político, fiscal e da atividade econômica.

Em um cenário econômico agravado pela alta persistente da inflação, com premissas de juros mais elevados do que o que banco previa e crescimento econômico menor, o Safra elevou as premissas de taxa de desconto e reduziu as expectativas de crescimento de lucro do índice para os próximos anos.

Assim, o banco passou a ter uma avaliação mais conservadora para a bolsa brasileira.

Adicionalmente, o Safra lembra que, desde a última revisão para a pontuação do Ibovespa, em junho, houve elevação nas projeções para a taxa de juros básica, a Selic, a para o IPCA (índice oficial da inflação do Brasil).

Além disso, a estimativa para o PIB também foi reduzida, ao passo que a inflação mais elevada tende a corroer o poder de compra dos cidadãos, causando uma redução do consumo.

Somado a isso, há o cenário de incertezas relacionadas ao equilíbrio fiscal, que dificultam o andamento das reformas estruturais necessárias para a melhora do ambiente de negócios, diz o Safra.

Fora os pontos mencionados, a instituição lembra ainda que o País vive uma crise hídrica, adicionando mais um fator de risco à balança.

Por fim, “considerando que o preço das commodities foi um grande impulsionador de resultados em 2021 para algumas empresas com peso representativo no índice, a recente queda no preço das matérias-primas e receios de uma maior desaceleração do crescimento econômico chinês são fatores que podem afetar a dinâmica de lucros para o Ibovespa nos próximos anos”.

Pontuação do Ibovespa em 2022
Sobre o próximo ano, o Safra diz trabalhar atualmente com uma expectativa de múltiplo mais baixo do que o anteriormente esperado e abaixo da média histórica (11x).

Isso, segundo a instituição, deriva de premissas de risco na taxa de desconto do índice e uma redução de percepção de crescimento de lucro.

Ambos os fatores se devem à previsão de que a normalização no preço das commodities e a desaceleração do crescimento local devem levar a uma queda do lucro do Ibovespa também em 2023.

No front internacional, acompanhado da recuperação da atividade econômica mundial, começaram as discussões sobre o início do aperto monetário nas principais economias desenvolvidas, com os EUA.

O Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) vem tentando identificar o melhor momento para a redução da compra mensal de títulos (o chamado tapering), o que, na visão do Safra, deve ocorrer entre novembro e dezembro deste ano.

Enfim, na China, após uma redução de estímulos e uma maior regulamentação da economia, a atividade econômica do país vem desacelerando mais rápido que o esperado neste segunda semestre.

Isso tem colocado pressão sobre as commodities, especialmente as metálicas, que representam 44% do LPA (lucro por ação) estimado para o Ibovespa em 2023.

A Visão Investimentos - Agente Autônomo de Investimentos Ltda está devidamente registrada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), na forma da Instrução Normativa nº497/11, e é credenciada junto à Safra Corretora de Valores e Câmbio Ltda., o que pode ser verificado no site da CVM (www.cvm.gov.br) ou no site da ANCORD (http://www.ancord.org.br) ou no site da Safra Corretora - www.safra.com.br/agentesautonomoscredenciados. A marca SAFRA INVEST é de propriedade e objeto de direitos exclusivos de empresas das Organizações Safra, das quais faz parte a Safra Corretora de Valores e Cambio Ltda. O Agente Autônomo é um intermediário e depende de ordem prévia do cliente para realizar operações no mercado financeiro e de capitais. Esta mensagem tem conteúdo meramente informativo. As informações ora prestadas são de caráter geral e exemplificativo, estando sujeitas a alterações, condições adicionais e negociação específica para cada investimento realizado, não se configurando ou devendo ser entendida como oferta pública ou privada, relatório de análise ou consultoria de valores mobiliários tais como definidos na legislação e regulamentação em vigor. As informações expressas neste documento foram obtidas de fontes públicas consideradas seguras, porém não é garantida a sua precisão ou completude, não devendo ser consideradas como tal. Investimentos em títulos e valores mobiliários envolvem riscos. A decisão pelo tipo e perfil de investimento é de responsabilidade exclusiva do cliente, razão pela qual se recomenda fortemente que o investidor faça uma avaliação independente sobre as operações pretendidas, riscos, condições e tributação aplicável. Quaisquer referências e rentabilidades passadas não significam de qualquer forma a garantia ou previsibilidade de rentabilidades futuras. O Grupo Safra não será responsável por perdas diretas, indiretas ou lucros cessantes decorrentes da utilização deste material para quaisquer finalidades. A presente publicação e todos seus elementos literais e gráficos constituem uma obra autoral protegida, estando os diretos sobre a mesma reservados.